O vinho muito além da taça - Dal Pizzol Vinhos Finos
Terceira maior coleção de uvas privada do planeta, Vinhedo do Mundo reúne 164 variedades de 22 países, devendo ultrapassar 400. Colheita simbólica celebra a vindima e lança o Vinum Mundi 2012, resultado da vinificação de 60 uvas de oito países. Quem visita o Parque Temático Dal Pizzol, na Rota das Cantinas Históricas, em Faria Lemos (Bento Gonçalves/RS), tem o privilégio de conhecer o Vinhedo do Mundo, um projeto lançado ainda em 2005 pela Dal Pizzol Vinhos Finos. Desde 2011, a ...

Home /
Novidades

O vinho muito além da taça

03 de fevereiro de 2013

Terceira maior coleção de uvas privada do planeta, Vinhedo do Mundo reúne 164 variedades de 22 países, devendo ultrapassar 400. Colheita simbólica celebra a vindima e lança o Vinum Mundi 2012, resultado da vinificação de 60 uvas de oito países.

Quem visita o Parque Temático Dal Pizzol, na Rota das Cantinas Históricas, em Faria Lemos (Bento Gonçalves/RS), tem o privilégio de conhecer o Vinhedo do Mundo, um projeto lançado ainda em 2005 pela Dal Pizzol Vinhos Finos. Desde 2011, a vinícola realiza a colheita simbólica, celebrando a cultura do vinho e a solidariedade entre as nações representadas pelas 164 variedades de uvas de 22 países que hoje compõem o vinhedo. Na terceira colheita simbólica, realizada neste domingo, 03 de fevereiro, a vinícola aproveitou para lançar o Vinum Mundi 2012, feito a partir de micro vinificações com 60 variedades de uvas oriundas de oito países.

Único nas Américas, o Vinhedo do Mundo é uma coleção de variedades vitis do planeta, sendo a terceira maior do mundo. Em sete anos de trabalho, já são 164 tipos de videiras de 22 países que ocupam 0,7 hectare, mas a intenção é ultrapassar 400 variedades. A proposta promete se tornar um dos ícones do mundo do vinho no Brasil. O objetivo é desenvolver as variedades neste pequeno espaço, acessível a aficionados, estudiosos e interessados, cuja colheita tornou-se, a partir de 2012, um evento cultural do Instituto R. Dal Pizzol, entidade sem fins lucrativos que se destina a propagar e enaltecer as tradições e a civilização dos povos.

O acompanhamento e avaliação das potencialidades enológicas das uvas é feito através de um programa de vinificação desenvolvido junto com a Embrapa Uva e Vinho. O manejo das videiras é coordenado pelo engenheiro agrônomo da Dal Pizzol, Tiago Postal. A colheita simbólica integrou a programação do 4º Bento em Vindima.

Vinum Mundi 2012
Para celebrar a terceira colheita simbólica no Vinhedo do Mundo, a Dal Pizzol apresentou o Vinum Mundi 2012, elaborado a partir de um gran assemblage com as 60 variedades de oito países (França, Itália, Irã, Estados Unidos, África do Sul, Portugal, Chile e Espanha) colhidas na última safra. Não se trata, como consequência, de um vinho comercial, pelo contrário, a intenção é cultural, expressando e simbolizando a solidariedade dos povos e sua cultura.

O evento reuniu autoridades, políticos e imprensa nacional, todos convidados especialmente para o momento. Cada participante recebeu uma garrafa do Vinum Mundi 2012, também servido para harmonizar o almoço. Este é o segundo lote do vinho, que passa a ser lançado a cada safra com novas variedades, conforme a evolução e produtividade do vinhedo. O primeiro foi o Vinum Mundi 2011, lançado na segunda colheita simbólica realizada em 11 de fevereiro de 2012.

A novidade deste ano é a participação de três artistas de Bento Gonçalves. Eliane Averbuck, Aido Dal Mas e Sônia Bervian Possamai acompanharam o evento expressando ao vivo, através da pintura, o que o vinho desperta na arte de cada um. Uma das obras será escolhida para ser o rótulo do Vinum Mundi 2013. A cada ano um novo artista, de qualquer parte do mundo, poderá fazer parte do projeto. É a união de duas artes que andam juntas em torno da cultura do vinho.

Além de atrativo turístico e fonte de estudo, o projeto também tem a missão de gerar um vinho para fins beneficentes. “O Vinhedo do Mundo é um símbolo e uma mensagem de solidariedade humana que só a cultura do vinho e suas implicações filosóficas são capazes de expressar. A cultura do vinho não se limita apenas ao que está dentro da taça”, afirmou Rinaldo Dal Pizzol, diretor da vinícola e responsável pelo projeto. O enólogo da Dal Pizzol, Dirceu Scottá, eleito Enólogo do Ano 2012, relatou que “elaborar o Vinum Mundi é, talvez, um dos projetos mais desafiadores da Dal Pizzol, devido a todas as variáveis impostas neste tipo de vinificação e neste grande assemblage”.

3ª Colheita Simbólica do Vinhedo do Mundo
Data: 03 de fevereiro de 2013
Variedades de uvas colhidas: 36 variedades de 13 países
Barlinka (África do Sul), Bonarda (Itália), Brunello di Montalcino (Itália), Caladoc (França), Carignane (França), Castelão (Portugal), Dornfelder (Alemanha), Durif (França), Flora (EUA), Grillo (Itália), Gropello (Itália), Királyeányka (Hungria hoje Transilvânia - Romênia), Lagrein (Itália), Lambrusco Salamino (Itália), Macabeo (Espanha), Malbec (França), Malvasia Bianca Lunga (Grécia), Marselan (França), Montepulciano (Itália), Moscato Embrapa (Brasil), Nero d’Avola (Itália), Palomino (Espanha), Petit Verdot (França), Peverella Rosada (Itália), Rebo (Itália), Rondinela (Itália), Rubi Cabernet (EUA), Shyraz (De origem incerta, com versões de que a mesma tem origem na cidade de Shiraz no Irã, e na região do Rhône na França), Sylvaner (Império Austríaco - Transilvania), Tempranillo (Espanha), Tinta Cão (Portugal), Tinta Madeira (Portugal), Tintoreira (Chile), Verduzzo (Italia), Viognier (França) e Xare-lo (Espanha).

Utilidades do Vinhedo do Mundo
- Referência cultural para a região vitivinícola;
- Fonte de observação e avaliações agronômicas e enológicas;
- Satisfação de curiosidades;
- Objetivo de interesse para aficionados do vinho;
- Aprendizado e esclarecimento para apreciadores;
- Fonte de estudo para escolas, professores e alunos das áreas pertinentes;
- Atrativo turístico;
- Ferramenta de Marketing e relacionamento;
- Prestígio para a empresa e o Município;
- Gerar um vinho para fins beneficentes;
- Desenvolver programas de fraternidade entre os povos dos países representados pelas origens das videiras.

Dados técnicos do Vinhedo
Localização:
Altitude: 510 metros, latitude 29º 06.545’ S e longitude 51º 35.583’ WO.
Área: 7.000 m².
Parque Temático Dal Pizzol, Rod. RS 431 Km 5,3Faria Lemos - Bento Gonçalves.

Variedades:
164 Vitis Vinífera, originárias de 22 países.
Porta-enxertos predominantes: P1103 e SO4.
Sistema de condução: espaldeira
Início do projeto: 2005
Origem das plantas (material vegetativo): Embrapa Banco de Germoplasma, Vitiplant, Almadén, Importações (Rauscedo, Cormóns) e outros.

Estação Meteorológica
Foi instalada em fins de 2012, junto ao Vinhedo do Mundo uma Estação Agroclimática digital, automática, que registra e transmite online dados de 12 variáveis climáticas calculadas com leitura direta. A estação se destina a formar um retrospecto do comportamento climático local e estabelece correlações com a performance das principais variedades cultivadas no Vinhedo ao lado.Quem deseja dispor e acompanhar os dados da estação pode acessar pela internet, clicando aqui.

Fotos: Fabiano Mazzotti

Últimas Novidades

Veja o histórico completo