Dal Pizzol começa a elaborar o Vino Mundi 2012 - Dal Pizzol Vinhos Finos
Vinho resultará de microvinificações com 60 variedades de uvas de oito países. Depois de ter apresentado o Vinhedo do Mundo no ano passado e ter feito a primeira colheita simbólica que originou o Vino Mundi 2011, resultado da seleção de 20 variedades de uvas, a Dal Pizzol Vinhos Finos agora trabalha na elaboração do vinho da safra 2012. Desta vez, a vinícola está realizando microvinificações com 60 variedades de oito países: França, Itália, Irã, Estados Unidos, África do ...

Home /
Novidades

Dal Pizzol começa a elaborar o Vino Mundi 2012

18 de abril de 2012

Vinho resultará de microvinificações com 60 variedades de uvas de oito países.

Depois de ter apresentado o Vinhedo do Mundo no ano passado e ter feito a primeira colheita simbólica que originou o Vino Mundi 2011, resultado da seleção de 20 variedades de uvas, a Dal Pizzol Vinhos Finos agora trabalha na elaboração do vinho da safra 2012. Desta vez, a vinícola está realizando microvinificações com 60 variedades de oito países: França, Itália, Irã, Estados Unidos, África do Sul, Portugal, Chile e Espanha. O corte poderá ser degustado na próxima vindima.

A colheita simbólica dessas variedades ocorreu no dia 11 de fevereiro, com a participação de autoridades, políticos e imprensa nacional, que brindaram o momento com o Vino Mundi 2011. A partir daí, iniciaram as microvinificações com o apoio da Embrapa Uva e Vinho, assim como ocorreu na safra passada. Entretanto, este ano a Dal Pizzol também está utilizando um tanque de pequeno volume onde acontece a maceração com 35 variedades. “Elaborar o Vino Mundi é, talvez, um dos projetos mais desafiadores da Dal Pizzol, devido a todas as variáveis impostas neste tipo de vinificação e neste grande assemblage de um vinho”, destaca o enólogo Dirceu Scottá.

Sem pretensão alguma de ser um vinho comercial, pelo contrário, o Vino Mundi é cultural, expressa e simboliza a fraternidade entre os povos e suas tradições. Além de atrativo turístico e fonte de estudo, o projeto também tem a missão de gerar um vinho para fins beneficentes. “O Vinhedo do Mundo é um símbolo e uma mensagem de solidariedade humana que só a cultura do vinho e suas implicações filosóficas são capazes de expressar”, afirma Rinaldo Dal Pizzol, diretor da vinícola e responsável pelo projeto.

Hoje, o Vinhedo do Mundo, único nas Américas, possui 164 variedades de 22 países em uma área de 0,5 hectare. Trata-se da terceira maior coleção privada do mundo. A proposta, que vem sendo trabalhada há 6 anos, promete se tornar um dos ícones do mundo do vinho no Brasil. O objetivo é reunir cerca de 500 variedades de uvas de várias partes do mundo, em um espaço pequeno e acessível a aficionados, estudiosos e interessados.

Desde 2005, quando começou a ser desenvolvido, o projeto vem contando com o apoio da Embrapa Uva e Vinho e de entidades internacionais que têm contribuído com o envio de exemplares para serem cultivados na vinícola, localizada em Faria Lemos, há cerca de 15 minutos do Centro de Bento Gonçalves. O manejo das videiras é coordenado pelo engenheiro agrônomo da Dal Pizzol, Tiago Postal.

Dados técnicos do Vinhedo
Descrição da área: Altitude: 510 metros, latitude 29º 06.545’ S e longitude 51º 35.583’ WO.
Área: 5.000 m² (0,50 ha)
Vinhedo completo: 1070 plantas
Variedades: 164
Países: 22
Porta-enxerto: P1103
Origem: Cruzamento de V. Berlandieri x V. Rupestris (Itália)
Sistema de Condução: espaldeira
Espaçamento: 2,80cm entre fileiras1,10cm entre plantas
Início do projeto: 2005

Foto: Fabiano Mazzotti

Últimas Novidades

Veja o histórico completo